Notas de Imprensa

logo pcp shareA Direcção Regional do Alentejo do PCP, reunida no dia 9 de Maio, fez o balanço da preparação das eleições para as autarquias locais, analisou a situação política, económica e social na região, e o andamento da concretização das linhas de trabalho com vista ao reforço do Partido.

logo pcp shareAs populações do Litoral Alentejano, principalmente as dos concelhos de Alcácer do Sal e Grândola, há muito que sofrem com as condições cada vez mais degradantes e inseguras do IC1. Nos últimos anos já foram muitos os acidentes, alguns com perdas de vidas.

O PCP esteve desde o início com a justa luta das populações pela reparação urgente do IC1, estrada que serve em média 9000 viaturas por dia, das quais 800 são pesadas. O facto de a única alternativa ser a A2 afasta muitos utentes, nomeadamente os veículos pesados, pelos custos que representa o pagamento das portagens para quem faz a deslocação numa base diária.

O PCP relembra que durante sucessivas legislaturas colocou na Assembleia da República a urgência de obras no IC1, quer com propostas para que o Orçamento de Estado garantisse uma intervenção na estrada, quer com perguntas ao governo, quer com Projectos de Resolução (1069/XII e 1283/XIII), que foram sucessivamente chumbadas pelo PSD e CDS.

Attachments:
Download this file (comunicado ic1 mar2017.pdf)comunicado ic1 mar2017.pdf[ ]

logo pcp shareA Direcção Regional do Alentejo do PCP, reunida no dia 21 de Fevereiro de 2017, analisou a situação política e social na região, as lutas dos trabalhadores e das populações realizadas e em curso, avaliou o desenvolvimento das acções e iniciativas do Partido, e o andamento da preparação das eleições autárquicas.

plataforma petroleoÉ conhecido que desde finais da década de 30 do século passado se realizam operações de prospecção de petróleo e/ou gás natural em terra e no mar no nosso país. Contudo estas operações de pesquisa e prospecção tendo permitido um conhecimento mais aprofundado dos recursos naturais geológicos energéticos nosso território nunca determinaram a viabilidade da sua exploração comercial.  

Independentemente da ponderação que tenha que ser feita quanto às condições, vantagens e desvantagens do aproveitamento de quaisquer recursos de que o País disponha, o conhecimento das potencialidades e recursos naturais e geológicos nacionais tem em si mesmo um inegável valor estratégico.

Como se sabe, PS, PSD e CDS foram os protagonistas da privatização da Galp, da destruição quase completa de sectores da indústria básica como a naval e metalomecânica pesada e de parte importante das estruturas científicas e técnicas públicas capazes de ajudar o país nesta matéria e de assegurarem que a eventual exploração de tais recursos seriam realizadas com a garantia da segurança técnica e ambiental, e colocados ao serviço do desenvolvimento soberano do país.

CartazMupiAcçãoSaúdeAlentejo fev2017A Direcção Regional do Alentejo (DRA) do PCP vai desenvolver durante o mês de Fevereiro, uma campanha em defesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Uma das grandes conquistas do 25 de Abril - o Serviço Nacional de Saúde - encontra-se em processo de desmantelamento, asfixiado entre os interesses privados da saúde e uma ideologia neoliberal dominante interessada em fazer desaparecer qualquer resquício de conquistas sociais, resultante das politícas de PS, PSD e CDS/PP de desenvestimento e sucessivos cortes.

A diminuição dos transportes de doentes e do preço a pagar por esse transporte aos bombeiros; a desvalorização dos profissionais da saúde; o encerramento de extensões e diminuição do horário de centros de saúde e a centralização de urgências hospitalares, são problemas, acumulados e aprovados ao longo dos anos, que diariamente degradam o acesso das populações aos cuidados de saúde.